wwwwww

Deputados já gastaram R$ 1 milhão com combustíveis em 2019

Os 39 deputados federais da Bahia já gastaram aproximadamente R$ 1 milhão com combustíveis de janeiro a setembro deste ano, aponta levantamento feito pela Satélite na base de dados da Câmara sobre as despesas custeadas com recursos públicos destinados por meio da Cota para Exercício da Atividade Parlamentar, o chamado “cotão”. Na bancada, o campeão é Claudio Cajado (PP), com R$ 50,4 mil, seguido por Jorge Solla (PT) e João Carlos Bacelar (PL), respectivamente, com R$ 45,3 mil e R$ 43,3 mil. Logo abaixo, de acordo com o site de transparência da Casa, aparecem Félix Mendonça Júnior (PDT) e Nelson Pellegrino (PT). O pedetista gastou R$ 41,8 mil este ano; o petista, R$ 40,4 mil.

Volta ao mundo

A soma total das despesas com combustível consumido pela bancada baiana equivale a 222 mil litros de gasolina, considerando-se o valor de R$ 4,5 por cada litro. Em média, cada um dos parlamentares do estado consumiu 5.600 litros de combustível, o que daria para abastecer 113 tanques de um automóvel de passeio.

Clube do 30
No ranking dos deputados com despesas de combustíveis na faixa de R$ 30 mil a R$ 39 mil aparecem ainda outros nove nomes: José Rocha (PL), Daniel Almeida (PCdoB), Antonio Brito (PSD), Arthur Maia (DEM), Pastor Sargento Isidório (Avante), José Nunes (PSD), Tito (Avante), Valmir Assunção (PT) e Márcio Marinho (Republicanos).  Com R$ 29,5 mil e R$ 28,6 mil gastos este ano, as deputadas Lídice da Mata (PSB) e Dayane Pimentel (PSL) ficaram por pouco fora da lista.

Abaixo da média
Entre os parlamentares que apresentaram baixo volume de despesas com combustível, Igor Kannário (DEM) lidera, com R$ 6 mil, cerca de oito vezes a menos que o total gasto por Claudio Cajado. Adolfo Viana (PSDB), Bacelar (Podemos), Paulo Azi (DEM) e Afonso Florence (PT) completam a lista, com despesas entre R$ 8 mil e R$ 12 mil.

Corre-corre
Membros do Ministério Público Federal em Brasilia notaram um súbito movimento na Procuradoria-Geral Eleitoral com foco em políticos baianos. Pela correria, acham que vem algo grande por aí.

Fase de noivado
Secretário da Saúde de Salvador e deputado estadual licenciado, Leo Prates (DEM) caminha a passos largos para se filiar ao PDT. Aliados do democrata garantem que a pista para mudar de partido já está 80% pavimentada.  Ontem à noite, Prates foi recebido pelo ex-ministro Ciro Gomes na sua residência, em Fortaleza, para conversar sobre o futuro. Na ocasião, o presidenciável pedetista reafirmou o desejo de ter Prates na sigla.

Tesoura afiada
O pleno do Tribunal de Contas do Estado deve ratificar a medida cautelar que impede o governo Rui Costa (PT) de elevar gastos com pessoal, imposta pela conselheira Carolina Costa há oito dias. A trava que proíbe reajustes e criação de cargos seria analisada ontem, mas a Procuradoria-Geral do Estado pediu para adiar o julgamento.

Por causa da insegurança tamanho G do governo do estado, a bandidagem está voltando ao Centro Histórico. Um restaurante ser assaltado 21 vezes nos últimos meses é revoltante Targino Machado, líder da oposição na Assembleia, ao comentar os constantes roubos ao Ponto Vital Santo Amaro, situado no Pelourinho.

Correio da Bahia

Sem Comentários

Deixe uma Resposta

*

*